sábado, 31 de dezembro de 2011

REFRESCÂNCIA AUDITIVA

2011 Definitivamente foi o ano de Adele Laurie Blue Adkins, simplesmente conhecida como "Adele". Num ano onde o mundo perdeu Amy Winehouse, Adele venho "preencher" essa lacuna, esse vazio que Amy deixou tão precocemente.
Conheci essa inglesinha em 2009 quando ela estava começando a fazer sucesso, quando ouvi "Chasing Pavements" seu segundo single, fiquei encantado com a voz, só depois fui conhecer a elegância, o carisma e a desenvoltura dela no palco.
Sua estréia aconteceu com o albúm "19", lançado em 2008, logo de cara foi um sucesso de vendas e aclamado pela crítica especializada. Em 2009 ela ganha dois Grammy Awards, de "Artista Revelação" e "Melhor Vocal Pop Feminino".

Mas o melhor ainda estava por vir, com o belíssimo "21", seu segundo albúm, venho a consagração mundial, lançado no início de em 2011, mais precisamente em 24 de janeiro, tendo como carro chefe, a ótima "Rolling In The Deep", o mundo se rende ao talento e a graciosidade de Adele. Só pra se ter uma noção da dimensão do seu sucesso, "21" foi o albúm mais vendido em 2011 no mundo e "Rolling In The Deep" foi a música mais tocada no Reino Unido, sendo recentemente eleita o melhor single do ano pela revista Rolling Stone. E o sucesso não para por ai, com "Someone Like You", segundo single do albúm, Adele tornou-se a primeira artista da década a vender mais de 1 milhão de cópias, tornando-se parte de uma seleta lista como o #16 single a atingir essa marca.
A coroação desse sucesso todo vem com as impressionantes seis indicações ao GRAMMY® Award. Adele foi indicada para Gravação do Ano ("Rolling In The Deep"), Canção do Ano ("Rolling In The Deep"), Álbum do Ano ("21"), Melhor Performance Solo Pop ("Someone Like You"), Melhor Álbum Vocal Pop ("21") e Melhor Vídeo Musical ("Rolling In The Deep").



Acredito que o que faz de Adele um sucesso seja a junção de alguns fatores: voz, carisma, espontaneidade, estar na hora hora certa e no lugar certo, mas principalmente, o que faz dela um sucesso é a identificação com suas composições, ela passa verdade no que está cantando, aliás, costumo dizer que algumas cantam, no caso de Adele, ela interpreta cada canção e o fato de ser ela mesma a compositora tornam essas interpretações ainda mais verdadeiras.

No mês de Novembro a artista passou por uma cirurgia nas cordas e de acordo com sua gravadora, a Columbia Records, a cantora ficará um longo período de repouso.
Espero que tenhamos muito mais de Adele em 2012, que seja um ano de muito mais sucesso e muita inspiração, o mundo agradece!

Minha preferida do "21", a lindíssima "One And Only":


Up-date: Adele foi a grande vencedora do GRAMMY® Award 2012. Ela simplesmente abocanhou todos os prêmios a que concorria. Com isso a aclamada cantora se junta a Beyoncé como a artista feminina solo com mais vitórias em um mesmo ano (seis). Outro feito alcançado pela britânica, foi ser a sexta artista na história da música a conquistar a Tríplice Coroa (Álbum do Ano, Canção do Ano e Gravação do Ano). Merecidíssimo!

Um comentário:

  1. A-DO-RO! E ela voltará a cantar justamente no Grammy. oba!

    Bj

    ResponderExcluir